sexta-feira, 14 de novembro de 2008

LÁ ESTOU EU A EMBIRRAR COM OS PREÇOS


GUILDA DA MÚSICA - 2000/009/S - 1975

A Boca do Lobo - Liberdade Económica

Este single do XII Festival TV da Canção de 1975 já aqui teve uma apreciação crítica por parte de JC.

Regressa agora por via da minha cruzada contra os preços absurdos que se pedem nos leilões da net (sim, eu sei que só paga quem quer, mas eu sou dos que ainda acreditam na ética!).

O single nem é raro. Eu, que sou um mero ajuntador, até tenho dois exemplares.

Pois bem, há quem peça € 34,99 (!!!) por ele no Miau, quando, por exemplo, na leiloes.net está por € 4, um preço bem mais razoável, apesar de o já ter visto a € 1.

Mas há mais exemplos, por ventura até mais graves.

Como já alguém disse estamos num país livre, onde a asneira também o é.

25 comentários:

Rato disse...

O que é triste, verdadeiramente triste, é que por norma estas "tentativas de roubo" (porque nisso o Luís tem razão, só se deixa roubar quem é tolo) têm sempre origem em vendedores tugas.
Eu que sou um frequentador mais ou menos assíduo do Ebay, que mando vir discos dos quatro cantos do mundo, já há muito que estabeleci uma regra de ouro, que cumpro religiosamente: NÃO ENTRAR NUNCA EM "LOJAS" PORTUGUESAS!

Anónimo disse...

Creio que, neste caso, o preço mais elevado terá a ver com o facto de ser um disco relacionado com o Festival da Canção, o que a nível internacional gera muitas vezes uma procura elevada. No Ebay, este seria um preço normal. De qualquer forma, o preço a que o disco está no Miau não é 34,99 euros, mas sim 14,99 euros.

Rato disse...

Sejamos sensatos: eu também tenho o disquinho e só o conservo porque acho uma certa piada à capa. Mas se por acaso me quisesse desfazer dele dava-o a qualquer amigo, porque aquilo não tem qualquer valor comercial.

Rato disse...

Ah, e peço desculpa, mas 14,99 é o preço base do leilão (que até agora não tem nenhuma licitação, o que prova afinal não existirem tantos papalvos como eu pensava). Quem quiser comprar o disquinho lá está o preço de 34,99 euros bem visivel. Este "ithkos", por esta e outras barbaridades que por lá tem listadas, e caso eu frequentasse o Miau, iria direitinho para a lista negra do Rato!
ABAIXO OS OPORTUNISTAS DESTE PAÍS!

Anónimo disse...

Pequena rectificação: 34,99 euros é o preço para compra imediata; 14,99 euros é o valor da primeira licitação. Oportunistas? E os preços nas feiras do disco? Mas junto-me ao coro: abaixo os oportunistas deste país!

JC disse...

Como vocês mtº bem dizem, vivemos num país livre. Por isso, todos podem pedir por qualquer coisa o preço que quiserem. Se houver um "tanço" que pague, problema dele. Ou querem alguém a fiscalizar os leilões na net?

Numa época em que eu (teso) ia a leilões de pintura c/ alguma frequência, havia novos-ricos que compravam Malhoas e Silva Portos (de quem eu até nem gosto) a preços que me deixavam de cara à banda, interrogando-me como poderiam valer tanto dinheiro. Esta semana li no jornal que num leilão internacional foram retirados de praça por o valor oferecido não atingir a base de licitação. Pois é...

emitcalil disse...

O 34.99€ é apenas o "tecto" para o caso de alguém querer ficar já com o disco.

Pelo que sei o "Ithkos" é uma pessoa bastante idónea. Para pedir esses preços deve ter as suas razões. Não é um vendedor profissional pode-se constatar que também compra a preços altos. A ideia também deve passar por equilibrar as contas.

Por mim fico muito contente que haja pessoas como ele: autênticos ratos de discoteca. [não é nenhuma alusão ao ratorecords].

Só paga quem quer e se é em Portugal deve conhecer o que está a comprar. No caso do ebay é mais delicado...

emitcalil disse...

Este caso prova que não podemos fazer juízos de valor de forma imediata.

No dia 25/10 o utilizador "ihtkos" comprou um simples EP relativo ao primeiro Festival RTP por 20 Euros.

(deve haver muitos casos como este)

Seria muita coincidência mas comparando os discos que estão à venda e o blog http://audiolabirinto.blogspot.com/ (que não é de venda) parece que estamos na presença da mesma pessoa. Qualquer visitante pode notar que é uma pessoa que gosta de música e de divulgá-la.

Rato disse...

Para os defensores do nacional-oportunismo apenas uma pequenina comparação: como estamos em ano de aniversário comprei recentemente no Ebay uma primeira edição do "White Album" dos Beatles. Em estado "excelente", com o nº de série, letras em relevo, poster, fotografias, invólucros negros, enfim o "produto" completo, tal como rezam as características originais da obra. Sabem quanto era o preço base de licitação? Menos de 20 euros! Sabem quanto me custou? 63 euros, incluindo os portes.
Agora façam o favor de comparar com o estrume nacional que por aí abunda...

Anónimo disse...

"Pelo que sei o "Ithkos" é uma pessoa bastante idónea" - só podes estar a brincar com a gente ou então és o próprio a tentar defender-se. já viste os outros preços? o tipo é mesmo escumalha!

Rato disse...

«...Para pedir esses preços deve ter as suas razões. Não é um vendedor profissional pode-se constatar que também compra a preços altos. A ideia também deve passar por equilibrar as contas.
Por mim fico muito contente que haja pessoas como ele: autênticos ratos de discoteca.»
Partindo do princípio que o "emitcalil" não é o próprio vendedor "lthkos" a prosa acima citada é exemplar! Um não-profissional que compra a preços altos e depois, para "equilibrar as contas" e também por "outras razões" (!!!) vende ainda mais caro???
Sinceramente, não consigo encontrar o adjectivo adequado para tal comentário. Cada vez me convenço mais que vivemos num país de doidos!

filhote disse...

Eu como nunca comprei via internet, estou livre desses embustes.

Para mim, a verdadeira busca faz-se na rua, olhando o vendedor nos olhos, sentindo o disco nas mãos antes de o comprar. Por isso, duas a três vezes por semana, lá vou eu à cata de "malhetes"!

E aqui no Rio é um viveiro que nem imaginam!!!

josé disse...

filhote:

A ebay brasileira, a Mercado Livre, tinha no outro dia, um disco mítico para mim: o Imyra Tayra Ipy, de Taiguara de 1976.

Estava lá e licitei. Comprei. Depois tentei pagar ao vendedor e não consegui, porque o cartão de crédito não servia.
E estou nesta: o vendedor, compreensivo já me disse que não fazia mal.

E assim fico com o disco gravado em cassete, nos anos noventa, por uma rádio de S. Paulo e trazida por mão amiga. Na cassete ainda tem um dos temas de Milton Nascimento, mais raros, sobre Tostão.

emitcalil disse...

Não queria criar confusão.

Eu não pretendia dizer que ele comprava caro e ainda vendia mais caro. Não se trata de um (re)vendedor profissional.

Trata-se de um coleccionador/melómano/estudioso que muito devemos pelo seu interesse pela música portuguesa.

Eu costumo dar uma vista de olhos pelo site do miau e nunca comprei lá qualquer disco. Nem a "1 euro" nem a outros preços. Probitivos ou não.

Eu já vi discos que quando estiveram à venda ninguém lhes pegou porque não prestavam e que agora são vendidos a preços siginificativos.

Desde que o comprador ache que vale a pena, porque conhecerá o produto em causa e pode dispor dessa verba,nada contra.

Rato disse...

"Coleccionador/Melómano/Estudioso da música portuguesa?" Vai-se a ver ainda é o Callixto, ah ah ah! Ó Bissaide, tens alguma coisa a ver com isto?

emitcalil disse...

Se repararem no feedback até se apercebem que não é um vendedor frequente.

Não acho que se deva considerar "tentativa de roubo" porque o comprador sabe o que está a comprar. Caso o produto não coincida com o que está anunciado pode dar nota negativa ao utilizador. Como já referi no Ebay é mais complicado pois deve haver muitos fãs de rock progressivo que compraram outras vertentes do "josé cid" quando apenas conheciam uma delas.

Qualquer um dos visitantes deste blog deve ter discos que não venderia por nenhum preço. E será que os preços que aparecem em publicações como o "record collector" correspondem à estima que temos por determinado disco que aí apareça?

emitcalil disse...

eu não estou a colocar achas na fogueira!

É apenas um ponto de vista. Isso não me impede de considerar que determinada pessoa deu uma importância exagerada por um disco. Mas os casos mais flagrantes não se devem ao preço base de licitação mas à licitação de vários compradores que querem o mesmo disco fazendo subir o preço escandalosamente. Mas isso é a lei da oferta e (mais neste caso) da procura.

Anónimo disse...

Este emitcalil deve ser mesmo o próprio e tenta deitar poeira para os olhos dos outros. não tem mal, mas "importância exagerada por um disco"? e os outros? o lp de josé almada, o de um tal joão bastos? todos, afinal... são 6 ou 7. os casos mais flagrantes não são os preços de licitação? 'tás a brincar, não? mas eu tenho uma solução: compra tudo (ainda não há licitações), equilibras as contas e voltas a pôr tudo em leilão com mais uns 50 por cento em cima!

Anónimo disse...

Ah! outra coisa! Sou o anónimo das 19:52. nem sequer os portes são explícitos! é para ganhar mais uns cobres!

Miserere disse...

Desconhecimento e maledicência não falta nestes comentários... Assim vai Portugal...

filhote disse...

Caro José, se eu puder ajudar...

josé disse...

filhote:

Obrigado, mas julgo que não haverá grandes hipóteses.

Ainda estive para propor o envio de euros, directamente, mas já nem me atrevi.

O problema aqui, tem a ver com a dificuldade de pagamento, no caso do Brasil, enquanto que no resto do mundo, o paypal e o visa resolvem.

filhote disse...

José, olhe que o Ié-Ié tem comprado várias coisas no Mercado Livre e noutros sites brasileiros...

josé disse...

E como é que se faz?

O meu Visa não é aceite, porque preciso de ter um número de identificação fiscal brasileiro que obviamente não tenho.

ié-ié disse...

Já fui enganado no Mercado Livre. Paguei (por correio) e não recebi o livro!

O mais seguro mesmo é mandar o dinheiro através do Banco do Brasil. Até nem é caro e aí não há espinhas!

O cara do lado de lá não pode dizer que não recebeu o dinheiro!!!

LT