terça-feira, 15 de abril de 2008

PENINA: VERSÃO DE CARLOS MENDES


PARLOPHONE - PM 144 - edição portuguesa (1969)

Penina (Paul McCartney) - Wings Of Revenge (João Magalhães Pereira/Nuno Nazareth Fernandes)

Em "Penina", o arranjo e direcção de orquestra é de Joaquim Luís Gomes.

18 comentários:

Fantomas disse...

Esta capa é tão má...

bissaide disse...

O lado B, "Wings of Revenge" (que esteve para ser gravado pelos Sheiks), é extraordinário. Que pena que a ordem das canções não fosse a inversa...

Eduardo F. disse...

Não, não!

Esta é uma capa valosíssima. (Não estou a pronunciar-me sobre se é apropriada ou não ao conteúdo do disco).

Simplesmente (e sei que poderá não ser suficiente) porque gosto de postais ilustrados.

filhote disse...

O lado B devia ser o A, concordo."Penina" é de longe a pior canção de sempre do Macca. E desta capa nem se fala...

Fantomas disse...

E eu até sou algarvio...

Jack Kerouac disse...

Segundo reza a lenda, o Paul Mc Cartney escreveu isso já com os copos, por isso nem tá má, mas é um facto que a unica coisa que dá algum valor á musica é o autor...é do género de ter um rabisco feito num guardanapo mas assinado pelo Picasso :)

ié-ié disse...

Ainda por cima, McCartney só fez mesmo a melodia do refrão, o resto é mesmo dos Jotta Herre.

LT

Rato disse...

Estou plenamente de acordo, também sempre detestei esta "Penina" que na altura teve certos elogios bacocos só por ter a assinatura do Macca. O Kerouac lembra, e bem, as circunstâncias em que o tema foi escrito e o termo de comparação com Picasso é excelente (há realmente essa tendência fácil de muitas vezes se julgar a obra pelo autor).
Ou têm dúvidas que se a canção valesse realmente alguma coisa o Macca a dava assim de mão beijada, sobretudo a uns gajos que não conhecia de lado algum?
É certo que naqueles anos o caudal criativo do senhor era tão forte que as águas muitas vezes transbordavam para as margens (entre outros, Peter & Gordon, Mary Hopkin, Freddie & The Dreamers, os próprios Stones foram todos presenteados). Mas mesmo assim eram pequenas inundações, perfeitamente "controladas".

Jack Kerouac disse...

Essas músicas "dadas" aos Stones, Peter&Gordon etc. e tal, envolveriam na certa contrapartidas financeiras. Este caso do Penina parece-me que foi diferente, e provavelmente caso único ou coisa do género. Isto foi mesmo feito por acidente :)

ié-ié disse...

Os Freddie and the Dreamers, do leiteiro, é que não. Mas era uma banda divertida!

LT

paulo disse...

eu gosto da capa! e não desgosto do Penina!

Eduardo F. disse...

Sim... mas para mim, que não conheço... que praia é?
:/

filhote disse...

Atenção: o Macca não "dispensou" nenhuma canção aos Stones...

1. "I Wanna be Your Man" foi composta por Lennon e McCartney - no crédito e na práctica - e oferecida aos Stones após pedido expresso destes. Mais: a composição foi finalizada à frente de Brian, Mick e Keith, com várias "dicas" de Brian quanto ao "riff" de guitarra.

2. A pronta oferta deveu-se ao facto de os Beatles terem admiração verdadeira pela banda de Londres.

3. Os Stones transformaram "I Wanna be Your Man" num sucesso - graças ao fantástico solo de "slide" de Brian Jones -, e os Beatles resolveram logo gravar a sua versão para o LP "With the Beatles". Curiosamente, os compositores não lograram suplantar a versão original...

ié-ié disse...

Albufeira.

LT

Rato disse...

Curiosamente "I Wanna Be Your Man" nunca foi tema da minha estima pessoal, nem na versão Stones nem na versão Beatles. E muito menos em qualquer outra.

ié-ié disse...

O nosso amigo Filhote não conseguiu evitar que a sua actual costela Stone amarfanhasse a Beatle. Renegou!

É verdade que a dupla Lennon/McCartney compôs "I Wanna Be Your Man" para os Stones, mas não foi exactamente pela "admiração verdadeira".

Os Stones é que estavam num beco sem saída depois do relativo fracasso de "Come On" e pediram ajuda aos Beatles que não se fizeram rogados. Ou seja, eram amigos uns dos outros, admiravam-se uns aos outros. Injustificadamente, o Filhote coloca os Beatles num plano inferior. Eu coloco-os no mesmo plano.

Brian deu "dicas"? Verdadeiramente, não sei. Não acredito muito, mas dou de barato. Parece que Brian nem sequer estava no estúdio quando Paul e John terminaram a canção perante o olhar estupefacto de Bill Wyman.

"Os Stones transformaram "I Wanna Be Your Man" num sucesso - graças ao fantástico solo de "slide" de Brian Jones -, e os Beatles resolveram logo gravar a sua versão para o LP "With the Beatles”?

Aí, meu amigo, é que a porca torce o rabo e torce-o tanto que mais parecia estar a enxugar uma toalha caída na piscina.

Lennon e McCartney deram a canção aos Stones no dia 10 de Setembro de 1963 e logo no dia seguinte, a 11, Ringo, num único “take”, gravou a parte vocal na versão dos Beatles.

O single dos Stones saiu no dia 01 de Novembro de 1963, e graças à “admiração verdadeira” dos Beatles foi o primeiro Top 10 da banda de Brian Jones. “With The Beatles” saiu apenas 21 dias depois.

A mais alta classificação da versão dos Stones – 9º lugar – foi obtida no dia 15 de Janeiro de 1964, já a versão dos Beatles estava na rua há dois meses!!!!

Ai, ai, ai esse rigor, Filhote! Destrói qualquer entusiasmo incontido, né?

Para que conste: não sou grande entusiasta da canção, seja na versão Beatles, Stones ou outra.

LT

Anónimo disse...

mas afinal quanto valerá este single?

ié-ié disse...

Confesso que não sei. Este disco foi-me oferecido pelo saudoso José Gamito.

LT