sábado, 15 de novembro de 2014

PAUL McCARTNEY NO RIO DE JANEIRO


Paul McCartney "Out There!", Arena HSBC, Rio de Janeiro, 12 de Novembro, 2014.

­ Beleza?... ­ quis saber Paul McCartney, dirigindo-­se à audiência num português gringo­carioca.

Beleza, segundo o dicionário Houaiss, define-­se por "carácter do ser que desperta sentimento de êxtase, admiração ou prazer através de sensações visuais, gustativas, auditivas, harmonia, imponência, admiração e um sentimento de adesão por seu valor moral ou intelectual".

Se Beleza é tudo isto, não restam dúvidas de que o show de Macca, na passada quarta-feira, foi de uma beleza inaudita!

Porém, há sempre um porém, a coisa ficou feia nos instantes que antecederam a abertura dos portões do recinto ­ anunciada para as 17H30.

Enquanto as filas cresciam, de impaciência e dimensão, uma chuva impiedosa desabou sobre as nossas cabeças, eram já 19H30. "Mosquitos por cordas!". Vaias e xingamentos transformaram-­se em ameaça para os seguranças incumbidos de suster a multidão. "Ordens da diretoria", desabafou um deles, desculpando-­se.

"Quê?... este país não vai para a frente".

Não terá ido o país, mas fomos nós...às 20H20, encharcados até ao tutano, avançámos em massa, rampa de acesso acima, levando à frente seguranças, grades, e as ordens da diretoria.

Caos! Se eu não tivesse ingresso, teria entrado na mesma, tal foi a confusão.

Enfim, toda a fúria da vida real foi esquecida quando, duas horas depois, Paul pisou o palco da acolhedora arena. E os primeiros acordes de "Eight Days a Week" aliviaram por completo o peso da minha semana de árduo trabalho, de quase sol a sol ­ - é assim a vida do empreendedor da restauração em São Cristóvão.

E o show? Quase 3 horas de puro deleite Pop.

39 (!) canções no cardápio, percorrendo o repertório Beatles, Wings, e solo, do LP McCartney ao recente New. Tudo servido por um som cristalino e impactante, e um Macca sem poupança de energia e atitude. Se ele tem 72 anos de idade, eu ainda não passei da primeira infância.

Em "My Valentine", canção dedicada a Nancy Shevell, companheira de Paul, presente na audiência, quase chorei como uma criança (deixa lá que eu também choro amiúde!)

Impressionei-­me, mais uma vez, com a excelência musical de Wix, Abe, Rusty e Brian, perfeitos complementos artísticos de Paul. A conexão entre os cinco é palpável. O enorme Abe Laboriel, baterista, é um espectáculo dentro do próprio espectáculo ­ nas dinâmicas ritmicas, claro, mas também nas harmonias arrepiantes de Eleanor Rigby ou nas gargalhadas de Ob­La­-Di-­Ob­La-­Da.

Esta já é a banda de maior longevidade na carreira de McCartney, incluindo Beatles e Wings: 12 anos de estrada!

Momentos altos?... não me detendo nos "cavalos de batalha" Blackbird (o palco elevou­-se, deixando Paul nos céus da arena) ou Hey Jude (sempre aquela catarse colectiva), emocionei­-me especialmente com a citada My Valentine, com Let Me Roll It (não me lembro de melhor versão), Another Day (Paul tocando uma Gibson acústica de 12 cordas), Lovely Rita e Being For the Benefit of Mr. Kite (espírito Pepper ressuscitado na perfeição), e Queenie Eye (demolidora!).

E, no final, um Abbey Road Medley, via Golden Slumbers, para me deixar nas nuvens pelos próximos meses.

Chego sempre à mesma conclusão... McCartney, durante anos espezinhado pela crítica especializada e por algum público Rock, por vezes justificadamente - dos génios exigem-­se sempre obras geniais -, reaparece nas primeiras décadas do século XXI gravando algumas das suas melhores obras (Memory Almost Full; Fireman; New) e oferecendo espectáculos inesquecíveis.

Por isso, subscrevo a profecia de Bob Stanley, no seu livro "Yeah Yeah Yeah ­ The Story of Modern Pop" : when he's gone, Paul McCartney will be everyone's favourite Beatle.

Colaboração de Pedro de Freitas Branco, no Rio de Janeiro

Alinhamento na HSBC

Eight Days a Week

Save Us

All My Loving

Listen ToWhat the Man Said

Let Me Roll It

Paperback Writer

My Valentine

Nineteen Hundred and Eighty­ Five

The Long and Winding Road

Maybe I'm Amazed

I've Just Seen a Face

We Can Work It Out

Another Day

And I Love Her

Blackbird

Here Today

New

Quennie Eye

Lady Madonna

All Together Now

Lovely Rita

Everybody Out There

Eleanor Rigby

Being for the Benefit of Mr. Kite!

Something

Ob­La­Di, Ob­La­Da

Band On the Run

Back In the U.S.S.R.

Let It Be

Live and Let Die

Hey Jude

Encore 1

Day Tripper

Hi, Hi, Hi

I Saw Her Standing There

Encore 2

Yesterday

Helter Skelter

Golden Slumbers

Carry That Weight

The End

10 comentários:

Jaime Pereira disse...

Belo registo Pedro. Abraço

Lizzie Bravo disse...

Foi mesmo inesquecível, amigo! Estava lá na frente, na 4a fila. Pena que não nos encontramos...

Solange Guerra Bueno disse...

Foi realmente um momento histórico para nós e para o RJ, embora muita gente antenada da cidade confirmou não ter ficado sabendo da vinda do Sir Paul para a cidade. Maravilhoso!

Jack Kerouac disse...

Belo texto, só possível de sair da pena de uma verdadeiro conhecedor e amante da música. Grande alinhamento !

p.s.(salvo seja)- Duarte "Nem o Paul canta o Helter Skelter ao vivo !" ...pois....

Duarte Vilardebó Loureiro disse...

Deve ter sido em playback! :-D

Nos três concertos (Barcelona, Madrid e Lisboa) que vi, o Macca não cantou o Helter Skeltet.

Quando vier à Península quero ver isso...

Gin-tonic disse...

Taliscada mesmo.
Pegar na bola, arrancar pelo campo, finta aqui, finta ali e dá golo.
Ele que não alinha muito pelo Macca, terá que rever qualquer coisinha. A isso o obriga o entusiasmo, a alegria da escrita.
Que diria o Miguel Esteves Cardoso? Private talk.
Abraço, Filhote.

filhote disse...

Acho que estás enganado, Duarte... salvo erro, em Lisboa o Paul cantou Helter Skelter...

filhote disse...


Duarte, aqui está a setlist de Lisboa...

Jet
(Wings song)
Got to Get You into My Life
(The Beatles song)
Flaming Pie
All My Loving
(The Beatles song)
Let Me Roll It
(Wings song)
You Won't See Me
(The Beatles song)
She's a Woman
(The Beatles song)
Maybe I'm Amazed
The Long and Winding Road
(The Beatles song)
In Spite of All the Danger
(The Quarrymen song)
Blackbird
(The Beatles song)
We Can Work It Out
(The Beatles song)
Here Today
All Things Must Pass
(George Harrison cover)
I'll Follow the Sun
(The Beatles song)
For No One
(The Beatles song)
Calico Skies
I've Just Seen a Face
(The Beatles song)
Eleanor Rigby
(The Beatles song)
Drive My Car
(The Beatles song)
Penny Lane
(The Beatles song)
Get Back
(The Beatles song)
Band on the Run
(Wings song)
Back in the U.S.S.R.
(The Beatles song)
Live and Let Die
(Wings song)
I've Got a Feeling
(The Beatles song)
Lady Madonna
(The Beatles song)
Hey Jude
(The Beatles song)
Encore:
Yesterday
(The Beatles song)
Let It Be
(The Beatles song)
I Saw Her Standing There
(The Beatles song)
Encore 2:
Helter Skelter
(The Beatles song)
Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band (Reprise)
(The Beatles song)
The End
(The Beatles song)

Duarte Vilardebó Loureiro disse...

Ops... enganei-me! As minhas desculpas... mas a memória já não é o que era!

Jack Kerouac disse...

Embrulha ! E mais não digo !