quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

LUIZ GONZAGA


RCA CAMDEN - CL-40562 - 1975 - edição portuguesa

Asa Branca - Cintura Fina - Ovo de Codorna - Paraíba - Boiadeiro - Procissão - Xote dos Cabeludos - Assum Preto - Juazeiro - Chuculatera - A Volta da Asa Branca - Paulo Afonso - Bicho, Eu Vou Voltar - Óia Eu Aqui De Novo

5 comentários:

josé disse...

A Asa Branca já foi interpretada por vários.

As versões que mais aprecio são do Quinteto Violado e a de Caetano Veloso.

Inda hoje a asa branca
bateu asas do sertão
Então se eu disse:
Não chore não, viu
Que eu voltarei, viu
Meu coração....

E segue uma sanfonada breve.

ié-ié disse...

Há ainda as de Isabel Silvestre, António Chainho, Gilberto Gil, Mário Laginha e Maria João, Raul Seixas (em inglês), Tom Zé, mas eu também prefiro a de Caetano Veloso!

LT

Anónimo disse...

jhgjhgjh

anónimo 121 disse...

Há anónimos que devem estar infelizes com a vida :)

OF disse...

Gonzaga criou em 1951 o fado baião com "Ai, Ai Portugal" (H. Teixeira / Luiz Gonzaga; 1951)