segunda-feira, 30 de julho de 2012

VERDE GAIO


Rua Francisco Metrass, 18B, Campo de Ourique (Lisboa).

9,5 € por um minúsculo hamburger é um exagero!

Não volto!

3 comentários:

Estação Cronográfica disse...

Verde Gaio foi também o nome de uma companhia de bailado, fundada em 1940 por António Ferro, no âmbito das actividades da Exposição do Mundo Português. Durou até 1960. Tinha ensaios no São Carlos, actuava ali e numa sala, hoje fechada, acima da Cervejaria Trindade. A Verde Gaio era dirigida pelo lendário Francis, um bailarino francês. Eu morava na rua Serpa Pinto e tinha como vizinha uma bailarina do Verde Gaio, natural de Timor (os quadros da companhia inspiravam-se em temas do fonclore nacional e colonial). Ela era também modelo do Eduardo Malta, que vivia na Vítor Cordon e dirigia o Museu de Arte Contemporânea, ali ao pé. Assim, os meus 3, 4, 5, 6 anos foram passados muito nos bastidores do Verde Gaio e no atelier de Eduardo Malta. A idade dá para estas coisas... recordar.

Anónimo disse...

Não creio que valha a pena voltar segunda vez.
Aí perto, 100m, existe o Europa (em frente ao cinema que já foi abaixo).

Boa relação qualidade/preço.
Grelhados (peixe e carne) do melhor.

ié-ié disse...

Obrigado pela pertinente informação, FO.

LT