sexta-feira, 31 de julho de 2015

THE ULTIMATE BOB DYLAN COLLECTION


Brilhante! E só 5 euros!

COME TOGETHER


CREATION - CRE 078T - edição britânica (1990)

Come Together

Comprado numa qualquer HMV britânica por 3,49 £.

quinta-feira, 30 de julho de 2015

APRIL SKIES


BLANCO Y NEGRO - NEG 247 - edição britânica (1987)

April Skies (long version) - Kill Surf City - Who Do You Love (E. McDaniels)

Uma das minhas grandes paixões do final da década de 80.

DARKLANDS


BLANCO Y NEGRO - NEG 29T - edição britânica (1987)

Darklands - Rider - Surfin' USA (April Out-Take) - On The Wall (Porta Studio Demo)

LOADED


CREATION - CRE 070 T - edição britânica (1990)

Loaded - I'm Losing More Than I'll Ever Have - Ramblin' Rose (live N.Y.C.)

Comprado numa qualquer Virgin londrina por 3,49 £.

quarta-feira, 29 de julho de 2015

THE REAL... ELVIS PRESLEY


Trinta canções por 5 euros!

BASEMENT TAPES


De se lhe tirar o chapéu...

terça-feira, 28 de julho de 2015

VELOCITY GIRL


CREATION - CRE 026 T - edição original (1986)

Crystal Crescent - Velocity Girl - Spirea-X

Nesta altura (2º single da banda), os Primal Scream eram formados por Bobby Gillespie (voz, ex-Jesus and Mary Chain), James Beattie (guitarra solo), Paul Harte (guitarra-ritmo), Robert Young (baixo), Thomas McGurk (bateria) e Martin St. John (tamborina).

ELVIS PRESLEY


Música & Som, nº 12, 28 de Julho de 1977

Director - António L. de Mendonça, propriedade de Diagrama-Centro de Estatística e Análise de Mercado, Lda.

Na redacção, entre outros, António Sérgio, Bernardo de Brito e Cunha, Jaime Fernandes, João de Menezes Ferreira, Manuel Cadafaz de Matos, Paulo Gil e Rui Neves.

segunda-feira, 27 de julho de 2015

McCARTNEY EM ESTOCOLMO


Há cerca de dois anos, a minha filha mais velha (Laura), então com 14 anos, veio ter comigo dizendo que descobriu os Beatles e que queria mais do que as colectâneas que eu, há anos, tinha colocado no seu leitor de MP3 .

Fui-lhe passando então tudo o que tinha (ou seja, tudo o que alguma vez foi editado, e não só) e ela foi ainda procurando mais informação na internet.

De repente, tinha outra fã em casa, interessada nos assuntos Beatles e mesmo mais avançada do que eu. Já era ela que me alertava para as notícias e novidades Beatles (e especialmente do Macca).

Há uns meses deu-me a notícia dos locais e datas dos concertos europeus da digressão "Out There" e o concerto de Estocolmo calhava no dia do seu 16ª aniversário. Decidi então oferecer-lhe  como presente de aniversário, o bilhete para o concerto.

Foi então que no dia 9 de Julho estávamos os dois no Tele 2 Arena, em Estocolmo.

Para ela era o primeiro contacto com o mito. Para mim era o reforço do laço, de algo que tenho a certeza que ela vai recordar para o resto da vida e que partilhamos juntos.

Não quis saber o alinhamento do concerto propositadamente, embora soubesse que o núcleo duro do concerto seria similar a outros que já tinha assistido, juntamente com algumas incursões ao álbum "New".

Achei que o homem está com boa voz e uma boa dinâmica em palco. Os anos vão passando (e isso nota-se), mas, apesar disso, ele tem sabido defender-se.

Gostei especialmente do "One After 909", do "Nineteen Hundred And Eighty-Five" e do "Helter Skelter". Por um lado, nunca as tinha ouvido ao ouvido, mas, por outro, foram exibições portentosas de quem sabe o que faz. Sempre apreciei o "1985", principalmente a parte final instrumental.

Quanto ao impacto visual, por muitas vezes que veja o "Live And Let Die" (e já foram algumas), fico sempre siderado com o espectáculo de luz, laser, fogo, explosões, fogo de artifício, que cercam o Macca em palco, numa coreografia perfeita. Duvido que haja, em qualquer outro palco, com outro artista, mesmo noutro planeta, um número musical tão impressionante como este.

Estando a Laura comigo, apreciei de forma especial o "Birthday" por ter sido dedicado a quem fazia anos nesse dia. Como lhe disse no final, ninguém lhe pode tirar o facto de o Macca ter tocado o "Birthday", perante ela, no dia do seu aniversário.

Confesso que não gostei muito do "Temporary Secretary". E eu até gosto de lados B, de faixas escondidas, de descobrir o encanto de uma música perfeita que só não teve o destaque que merecia, porque ficou ofuscada por outra (mais comercial). Mas não é, de todo, o caso desta música. Mas pelo menos, esta versão foi melhor do que a original, que, confesso, acho algo irritante...

Enfim... A vida por vezes dá-nos momentos de ouro para serem bem degustados e relembrados.

E alguns destes momentos têm a forma de notas musicais, em palco, levadas a cabo por um artista muito especial.

Texto de Pedro Guimarães, em Estocolmo

HAPPY WHEN IT RAINS


BLANCO Y NEGRO - NEG 257 - edição britânica (1987)

Happy When It Rains (long vewrsion) - Everything's Alright When You're Down - Happy Place

Grande canção, uma das melhores da banda.

HIGHER THAN THE SUN


CREATION - CRE 096T - edição britânica (1991)

Higher Than The Sun - Higher Than The Sun (American Spring Mix)

Comprado numa qualquer Virgin londrina por 3,99 £.

domingo, 26 de julho de 2015

DON'T FIGHT IT, FEEL IT


CREATION - CRE 11 07 - edição britânica (1991)

Dont't Fight It, Feel It - Don't Fight It, Feel It (scat mix)

Participação de Denise Johnson, produção de Andrew Weatherall.

Pintura da capa de Paul Cannell.

Comprado numa qualquer HMV londrina por 3,99 £.

BASTA


MOVIEPLAY - MOV. 6019 - edição portuguesa (1975)

Face A

A La Mina No Voy (tradicional) - La Muralia (Nicolás Guillén/Quilapayún) - La Gaviota (Julio Huasi/Eduardo Carrasco) - Bella Ciao (folclore italiano) - Coplas de Bagual (folclore argentino) - Cueca de Balmaceda (folclore)

Face B

Por Montañas Y Praderas (hino dos guerrilheiros soviéticos) - La Carta (Violeta Parra) - Carabino 30-30 (da revolução mexicana) - Por Qué Los Pobres No Tienen (Violeta Parra) - Patrón (Aníbal Sampayo) - Basta Ya (Atahualpa Yupanqui)

Grupo chileno, Quilapayún.

sábado, 25 de julho de 2015

DIXIE-NARCO EP


CREATION - CRE 117 T - edição britânica (1992)

Movin' On Up - Stone My Soul - Carry Me Home - Screamadelica

Fotografia de William Eggleston.

THE PEEL SESSIONS


STRANGE FRUIT - SFPMA 210 - edição britânica (1991)

Side One

Inside Me - The Living End - Just Like Honey

Side Two

Fall - Happy Place - In The Rain

O disco é de 1991, mas as gravações são de 1985 (side one) e de 1986 (side two).

sexta-feira, 24 de julho de 2015

REEDIÇÃO DE "VENUS AND MARS"


Reedição de 2014.

Bonus Audio

Junior's Farm - Sally G - Walking In The Park With Eloise - Bridge On The River Suite - My Carnival - Going To New Orleans (My Carnival) - Hey Diddley (Ernie Winfrey Mix) - Let's Love - Soily (from One Hand Clapping) - Baby Face (from One Hand Clapping), Lunch Box/Odd Sox - 4th Oy July - Rock Show (old version) - Letting Go (single edit)

STICKY FINGERS EM ESPANHOL


Reedição de "Sticky Fingers" com a capa espanhola...

quinta-feira, 23 de julho de 2015

AUTOMATIC


BLANCO Y NEGRO - BYN 20W - edição britânica (1989)

One

Here Comes Alice - Coast To Coast - Blues From A Gun - Between Planets - Uv Ray

Two

Her Way Of Praying - Head On - Take It - Half Way To Crazy - Gimme Hell

Comprado algures numa HMV londrina por 5,99 £.

E é uma capa especial.

EASY


ALVORADA - LP-S-80-28 - edição portuguesa (1974)

Jet (Paul McCartney)

quarta-feira, 22 de julho de 2015

DOCTOR DOLITTLE


DECCA - PEP 1225

Falar Com Os Animais ("Talk To The Animals" - Leslie Bricusse/António José) - Algo Em Teu Sorriso ("Something In Your Smile" - Leslie Bricusse/António José) - Encruzilhada ("At The Crossroad" - Leslie Bricusse) - Quando Vejo Em Teus Olhos ("When I Look In Your Eyes" - Leslie Bricusse/António José)

Orquestra dirigida por Thilo Krasmann.

TORCH


WARNER BROS. - WAR 56935 - edição portuguesa (1981)

A

Blue Of Blue - I'll Be Around - I Got It Bad And That Ain't Good - I Get Along Without You Very Well - Body And Soul

B

Hurt - From The Heart - Spring Is Here - Pretty Strange - What Shall We Do With The Child - Not A Day Goes By

Com uma maioria de standards norte-americanos, este LP, que me custou 380$00, tem arranjos e produção de Mike Mainieri e a participação, entre outros, de Rick Marotta, Hugh McCraken, Lee Ritenour e Phil Woods.

THE HISTORY OF ROCK - 1965


"The History Of Rock - 1965", Uncut, Julho de 2015, 146 págs., 14,95 €

Os jornalistas da Uncut (revista jovem) chafurdaram nos arquivos do NME e da MM (os mais antigos jornais da coisa) e estão a oferecer-nos uma história do rock em revistas.

Esta é a primeira, dedicada a 1965 (não brincam em serviço...). Sempre são 50 anos de rock!

A capa, claro, é dos Beatles, mas há mais, muito mais: Stones, Kinks, Byrds, Who, Walker Brothers, Yardbirds, Bob Dylan, Animals....

Para o mês que vem é o ano de 1966.

A revista tem 146 páginas e custa 14,95 €, ou seja, 10 cêntimos/página, o que é magnífico.

terça-feira, 21 de julho de 2015

NEM ÀS PAREDES CONFESSO


TECLA - TE 1049

Lisboa Antiga (J. Galhardo/A. Vale/R. Portela) - Nem Às Paredes Confesso (Max/F. Trindade/A. Ribeiro) - Canção do Mar (F. Brito/F. Trindade) - Fado do Ribatejo (Raul Ferrão/J. Galhardo)

PENINA


PHILIPS - 431 923 PE - disco amostra (1969)

Penina (Paul McCartney) - North (Carlos Pinto/Rui Cunha) - The Needing Of Love (Aníbal Cunha) - To Grandma (Aníbal Cunha)

Considero-me tão-só fiel depositário desta preciosidade.

SANTIAGO


Pôço de S. Tiago, Sever do Vouga, Aveiro - 914 008 596

Costumo dizer (aprendi com o meu filho) que não "como ambientes", mas este Santiago com esplanada para o Vouga e para a ponte de S. Tiago é inultrapassável.

A gente até se esquece do que está a comer, mas, valha a verdade, a comida também condiz bem com a vista!

segunda-feira, 20 de julho de 2015

SOME CANDY TALKING


BLANCO Y NEGRO - 248649-0 - edição alemã (1986)

Some Candy Talking - Taste Of Cindy - Hit - Psychocandy

Brutal!

THE MONSANTO YEARS


Que grande disco!

domingo, 19 de julho de 2015

BENFICA


RAPSÓDIA - EPF 5.104

Marcha dos Campeões (Fernando Lopes da Silva/Jaime Baiana Guimarães) - Carrinha Alentejana (Ferrer Trindade/Gentil Marques) - Vira do Norte (Fernando de Carvalho/Amadeo do Vale) - A Mulher É Um Catavento (Fernando de Carvalho/Aníbal Nazaré)

Luís Piçarra com orquestra dirigida por Fernando de Carvalho.

Cortesia de Pedro de Freitas Branco, no Rio de Janeiro

FAUSTO PAPETTI


sábado, 18 de julho de 2015

A LUZ VEM DO DO ALTO


Gostava de rever este filme dos meus tempos de meninice.

Rodado parcialmente no Vouga.

TERESA PAULA BRITO


ESTÚDIO - EEP 50267

Amar Amar (Florbela Espanca/Teresa Paula Brito) - Livro de Horas (Miguel Torga/Rui Cardoso) - Canção Grata (Carlos Queiroz/Teresa Silva Carvalho) - Menino Da Sua Mãe (Fernando Pessoa/Andrade e Silva)

Colaboração de Mário Santos

sexta-feira, 17 de julho de 2015

MINHA PRENDA ESTE ANO


DECCA - PEP 1157 - 1966

Slow Down (Williams) - Hoje ("Yesterday") (Lennon/McCartney/Luís Jardim) - No Reply (Lennon/McCartney) - Quero Que Voltes (Luís Jardim)

quinta-feira, 16 de julho de 2015

EASY BEATLES


ALVORADA - LP-S-80-13 - edição portuguesa

Face A

Help (Lennon/McCartney) - Girl - Nowhere Man - She's Leaving Home - Norwegian Wood - Yellow Submarine

Face B

Octopus's Garden (Richard Starkey) - Penny Lane (Lennon/McCartney) - Lucy In The Sky With Diamonds - Let It Be - Hey Jude - Maxwell's Silver Hammer

Desconhecem-se os intérpretes.

EASY


ORFEU - SB 1131 - edição portuguesa

Golden Slumbers (Lennon/McCartney)

quarta-feira, 15 de julho de 2015

EASY


ORFEU - SB-1050 - edição portuguesa

Bangla-Desh (George Harrison) - Imagine (John Lennon)

PAUL McCARTNEY NA "MÚSICA & SOM"


"Música & Som", nº 35, 15 de Julho de 1978

Entrevista de 4 páginas de Ray Bonici e artigo de página de David Ferreira.

BARATOS DA RIBEIRO


No Brasil, claro!

terça-feira, 14 de julho de 2015

EDIÇÃO PORTUGUESA DE SANDIE SHAW


PYE - PBAT 007 - edição portuguesa

Face A

There's Always Something There To Remind Me - Girl Don't Come - Stop Feeling Sorry For Yourself - Gotta See My Baby Everyday - Long Live Love

Face B

Message Understood - Don't You Count On It - Tell The Boys - Keep In Touch - Puppet On A String

EDIÇÃO PORTUGUESA DE SANDIE SHAW


PYE - SB-501 - edição portuguesa

Face 1

Puppet On A String - Think Sometimes About Me - I Don't Think You Want Me Ani (sic) More - Keep In Touch - Stop Before You Start - Hide All Emotion

Face 2

Tell The Boys - Don't You Count On It - No Moon - Long Walk Home - I'de Be Far Better Off Without You - Had A Dream Last Night

ATIRA-TE AO RIO


Atira-te Ao Rio, Cais do Ginjal, Cacilhas (Almada) - 212 751 380

Eu e o PPBEAT não experimentámos o restaurante, mas ficámos muito satisfeitos com as garrafas de vinho branco fresquinho.

PAUL McCARTNEY EM ESTOCOLMO



A DECISÃO


Sabes que o Paul McCartney, Paulo entre nós que somos amigos, vai andar em digressão? Não andas sempre a dizer que gostavas de o ver ao vivo? E se fôssemos assistir?Vê aí as datas e locais sff.

Deixa cá ver, em Julho já temos os concertos do Tony Carreira, Rosita, Toy, e da Rebeca,. Só se não formos ver o Nel Monteiro que vai à Merdaleja de Cima e formos a Estocolmo ver o Paulo. O que achas?

É pá não sei se vou deixar o Nel Monteiro, gosto tanto dele que tem canções tão bonitas.

Depois de alguns dias de aturadas negociações e com muita pena minha, devo acrescentar, optámos por deixar cair o Nel e irmos ver o Paulo. Mas o Nel…ficou-me atravessado. Ainda por cima comprometi-me com o Luís Pinheiro de Almeida, que tem a mania que sabe umas coisitas sobre os Beatles, a rabiscar qualquer coisa sobre o concerto (ó Luís, para a próxima manda-me ao concerto do Nel como correspondente da LPA Music Events e deixa-te destas músicas cantadas em estrangeiro em que a malta nem sabe o que eles estão a dizer). Enfim, vamos lá.

A PREPARAÇÃO

Já comprei os bilhetes, marquei voos e hotel. Vamos a ver se os pilotos da TAP não se lembram de fazer greve. Se assim for vamos ver o Nel que é um grande artista e canta músicas muito lindas que toda a gente entende.

O hotel, da cadeia Scandic, não é mau (vi no Booking) mas o preço é um pouco carote (ficava mais barato ir à Merdaleja). E os bilhetes? Só consegui ao fundo do pavilhão. São mais baratos mas é como se estivéssemos na Damaia a ver o Rock in Rio na Bela Vista.

Que se lixe, já que decidimos ir, vamos. Ouvimos ao vivo e seguimos pelas imagens que eles devem projectar nos ecrans (é pá, se fosse o Nel até podia fazer uma “selfie” para ficar como recordação…).

E a roupa? Como vai estar o tempo lá prós lados da Escandinávia?Vê aí na net sff  (maldita net que nos tirou a alegria da incerteza). Olha enche duas malas de roupa de todo o tipo.

Mas são só quatro dias…

Deixa lá, já que podemos levar 40 KGs de bagagem aproveitamos.

Nunca entendi as mulheres, para nós um saco do supermercado é o suficiente para levarmos a roupa para um fim de semana prolongado. Para elas não. É roupa para o muito frio, para o frio, para o pouco frio, para o temperado, para o quente e para o muito quente. Isto tudo em dose dupla porque pode rasgar-se alguma peça e têm que ter uma outra de substituição. Cá em casa dos 20 metros de varão que temos eu apenas utilizo três.

E há dias comecei a ver na minha zona umas peças cor de rosa que vos garanto, não comprei.

Enfim…continuemos para bingo, como se costuma dizer.

O CONCERTO

Uma multidão vai indo em direcção ao Tele2 Arena de Estocolmo. Trata-se de um estádio de futebol, coberto, partilhado pelo Hammarby e pelo Djudgarden, duas equipas da primeira divisão sueca de futebol (estes tipos são uns pobrezinhos; então não podiam fazer um estádio para cada um dos clubes?).
A multidão é variada mas a maioria tem cabelo branco (parece que os lares da 3ª idade deixaram sair os seus utentes esta noite).

Há algumas “figuras” como em todos os concertos. Ao longe vejo um grupo de hippies na casa dos 70 anos que parecem ter vindo directamente de Woodstock (ainda não
foram a casa seguramente). Em 69 fumavam umas ervas, agora tomam Sinvastatina, Varapamil, Imipramina, Ipiflavona, etc. mas a onda é boa.

E aí estamos nós sentados com mais de 30.000 almas prontos para uma viagem de regresso ao passado.

O homem entra em palco com os quatro companheiros que o acompanham há mais de 10 anos: Rusty Anderson (guitarra), Brian Ray (baixo), Paul Wickens (teclas) e Abe Laboriel Jr. todos eles excelentes músicos.

Respira fundo que a coisa vai começar. Aos primeiros acordes o pavilhão vem abaixo.

Começa o desfile de quatro dezenas de canções que toda a gente conhece.

Eight Days A Week
Got To Get You Into My Life
One After 909
Temporary Secretary
Let Me Roll It
Paperback Writer
My Valentine
Nineteen Hundred and Eighty-Five
The Long And Winding Road
Maybe I'm Amazed
I've Just Seen A Face
We Can Work It Out
Another Day
Hope For The Future
And I Love Her
Blackbird
Here Today
New
Queenie Eye
Lady Madonna
All Together Now
Lovely Rita
Eleanor Rigby
Being For the Benefit Of Mr. Kite!
Something
Ob-La-Di, Ob-La-Da
Band On The Run
Back In The U.S.S.R.
Let It Be
Live And Let Die
Hey Jude

Encore:

Another Girl
Birthday
Can't Buy Me Love

Encore 2:

Yesterday
Helter Skelter
Golden Slumbers
Carry That Weight
The End

 O ambiente é fantástico (se calhar o concerto do Nel Monteiro também está a ser muito bonito). Alto e pára tudo! Então não é que estou de lágrimas nos olhos? Agora que cheguei a velho choro por tudo e por nada. Ele é quando a Fátima Lopes apresenta o casal de desempregados que vivem na rua, ou o Goucha nos mostra o cãozinho abandonado pelos donos. Já só me falta chorar quando passam os anúncios do passatempo (?) do 760 200 300.

Mas voltando às lágrimas, de repente vêm-me à memória imagens da guerra colonial onde estive, dos aerogramas, da mini-saia, da loja dos Porfírios, dos cigarros Definitivos (eu que nunca fumei), dos bailes de garagem, etc.

Já lá vão tantos anos em que andei armado em músico de rock num dos muitos grupos que “abrilhantavam” os bailes de finalistas. Ao menos o Nel Monteiro não me fazia chorar. O homem é só alegria.

Mas voltemos ao Paulo. Diziam que os nórdicos eram frios. Frios o caraças…eles e elas (ai elas…juízo que a minha mulher está aqui ao meu lado) ainda não pararam um segundo.

Interage com a assistência: quantas pessoas de Estocolmo estão aqui? E da Suécia, mas fora de Estocolmo? E de fora da Suécia? E acreditem que pela maneira como o público reagiu eu diria que havia algum equilíbrio sobre a proveniência dos presentes.

Aliás eu estava convencido que tinha feito uma grande viagem até ter descoberto um casal que
tinha ido da Índia.

Pelo meio surgem dedicatórias ao John, George e Linda. Histórias passadas com o Ringo. Episódios curiosos com Jimi Hendrix e Eric Clapton. Enfim, são 73 anos (será que é verdade? Terá ele de facto 73 anos?).

Provoca o  público antes de tocar "Blackbird": quantos de vocês já tentaram tocar esta
música na viola? (e não conseguiram, acrescento eu).

A voz já não tem o brilho dos 20 anos e alguns agudos saem imperfeitos (a idade não perdoa) mas é absolutamente compreensível. O Nel nesse aspecto também não é perfeito.

Curiosa a utilização de um ukelele (cavaquinho que os portugueses levaram para o Hawai tendo a partir daí sido divulgado por todo o mundo) na primeira parte do "Something". E possivelmente este cavaquinho/ukelele foi fabricado pelo artesão bracarense Domingos Machado porque o George Harrison fez-lhe essa encomenda tendo em vista oferecê-lo ao Paul McCartney. Já agora fica a nota que o Donovan ("Atlantis" e "Mellow Yellow") também utiliza violas de Domingos Machado.

Ao fim de quase três horas de espectáculo é hora de regressar. Cansado mas feliz.

A RESSACA

O silêncio no avião de regresso é sepulcral. Olho pela janela e não vejo nada. Nem as
nuvens. Não me saem da memória as imagens do concerto do Paul McCartney. O tipo é
muita bom. Mas o Nel Monteiro não lhe fica atrás.

NOTA – este texto é escrito em absoluto respeito pelo acordo ortográfico anterior, actual e o futuro que irá ser ser assinado quando a Guiné Equatorial presidir à CPLP (e eu cumpri - nota do editor).

Colaboração de Fausto Azul (baixista dos Vodkas, portanto colega de McCartney), em Estocolmo

BEATLES EM HAMBURGO


Record Collector nº 442, Julho de 2015, 8,30 € (MagKiosk)

PAUL McCARTNEY


Paul McCartney: Recording Sessions (1969-2013), Luca Perasi, L.I.L.Y. Publishing, 2014, 15,03 £.

Parece-me obra asseada!

segunda-feira, 13 de julho de 2015

ALBUFEIRA


Capa parecida com a de "Penina", de Carlos Mendes.

O BILHETE DE HÁ 30 ANOS


Cortesia de PPBEAT

LIVE AID FOI HÁ 30 ANOS!


Live Aid foi há 30 anos!

A imagem, uma telefoto da UPI, outra velharia, ilustra um dos momentos mais icónicos do concerto e um dos mais desvairados: a actuação de Bob Dylan e dos rolling stones Keith Richard e Ron Wood.

O primeiro grande concerto de solidariedade da história do rock foi organizado por George Harrison em 1971: Bangla-Desh.

ALVOR PRAIA


RCA VICTOR - TP-496

Alvor-Praia (Hilário Sanches/John Knowles/Pascale Angot) - Berimbau (Baden Powell/Vinicius de Morais) - The Windmills Of Your Mind (Michel Legrand/Marylin/Alan Bergman) - Comment Dire Adieu (J. Goland/Serge Gainsbourg)

Conjunto de Hilário Sanches.

domingo, 12 de julho de 2015

40 ANOS DOS QUARRYMEN


Jean Cathrell, curadora de Mendips, assistente pessoal e representante de Paul McCartney no LIPA, organizou o reencontro dos 40 anos dos Quarrymen.

Uma enciclopédia viva.

Colaboração de Queirosiano, em Londres

UP-UP AND AWAY


Cortesia de Nuno Potes