quarta-feira, 31 de março de 2010

WHITE AO VIVO


É sempre óptimo assistir a um bom show de Rock'n'Roll!.

O elogio saiu da generosidade de Fernando Magalhães, guitarrista do Barão Vermelho, ao pisar o palco do Cinemathèque. E, modéstia à parte, definiu bem a festa que se viveu ontem à noite.

O público vibrou, do início ao fim, e alguns músicos notáveis da cena carioca - os Autoramas, por exemplo - prestigiaram-nos com a sua presença.

No encore, apresentámos uma nova canção, "She Paints Her Masterpiece", e uma versão incendiária, mais longa, de "Head With a Crown", na qual o Alexandre e o Fernando fizeram um antológico duelo de guitarras.

Único contratempo: um terrível temporal caiu sobre a cidade entre as 20.30 e as 22.00, desviando dezenas de pessoas do caminho para "Rocking Land" - pessoas com reserva assegurada. Ou seja, a sala acabou por não lotar, embora estivesse bem composta.

Valeu!

Depoimento de Pedro de Freitas Branco e imagem de Nélio Rodrigues

HOMENAGEM NO CURRAL


Uma bela homenagem na porta de um bar em Barcelona.

DÁRIO DE BARROS


ESTÚDIO - ELPS 122

Lado 1

O Menino De Sua Mãe (Fernando Pessoa/Carlos França) - Sonho Afadistado (Carlos França) - Receita Para Fazer Um Herói (Reinaldo Ferreira) - A Noite É Nossa Amor (Dário de Barros - Carlos França) - 4 Verdades (António Aleixo/C Ramos) - Deixa Que Eu Cante O Meu Fado (Heitor Teixeira/F de Brito) - A Brisa Também É Vento (Fernando Luso Soares)

Lado 2

Olhos Marotos (Carlos França) - É Urgente Mais Flores (João Apolinário/Acácio Gomes) - Pique-Nique De Burguesas (Cesário Verde/A Marceneiro) - Imagem Da Saudade (Dário de Barros/fado menor) - Fado Recordado (Carlos França) - Lua De Sangue (Fausto Correia Leite/Carlos França)

O curioso são as colaborações neste LP. Eis algumas delas: António Chaínho, Martinho d'Assunção, Luiz Waddington, Edmundo Silva, Luiz Moutinho....

Cortesia de Luís Futre

ANNI 60


RCA - ND 70236 - 1987

CD 1

Sapore Di Sale (Gino Paoli) - Abbronza Tissima (Edoardo Vianello) - Legata A Un Granello Di Sabbia (Nico Fidenco) - Notte Di Luna Calante (Domenico Modugno) - Pinne, Fucile E Occhiali (Edoardo Vianello) - Con Te Sulla Spiaggia (Nico Fidenco) - Cuando Calienta El Sol (Latins) - Guarda Come Dondolo (Edoardo Vianello) - La Voglia Di Ballare (Nico Fidenco) - Il Ballo Del Mattone (Rita Pavone) - I Watussi (Edoardo Vianello e Flippers) - Domenica Ti Portero A Ballare (Gianni Meccia) - Il Ballo Della Bussola (Dino) - Hully Gully Inn Dieci (Edoardo Vianello e Flippers) - Lascia L'Ultimo Ballo Per Me (Rokes) - La Bambola (Patty Pravo) - Il Barattolo (Gianni Meccia) - C'E Una Strana Espressione Nei Tuoi Occhi (Rokes) - Se Mi Vuoi Lasciare (Michele) - Eccola Di Nuovo (Rokes) - Se Perdo Te (Patty Pravo) - Pensiero D'Amore (Mal) - Ma Che Freddo Fa (Nada)

CD 2

Che Cosa C'E' (Gino Paoli) - Sentimento (Patty Pravo) - Il Mondo (Jimmy Fontana) - Che M'Importa Del Mondo (Rita Pavone) - Il Cielo In Una Stanza (Gino Paoli) - Meraviglioso (Domenico Modugno) - Io Che Amo Solo Te (Sergio Endrigo) - Come Te Non C'E' Nessuno (Rita Pavone) - Alla Mia Età (Rita Pavone) - Fatti Mandare Dalla Mamma A Prendere Il Latte (Gianni Morandi) - Quando Vedrete Il Mio Caro Amore (Donatella Moretti) - Cuore (Rita Pavone) - Ragazzo Triste (Patty Pravo) - Un' Anima Pura (Dino) - Uno Dei Mods (Ricky Shayne) - Non E' Facile Avere 18 Anni (Rita Pavone) - Vengo Anch'io No, Tu No (Enzo Jannacci) - Piangi Con Me (Rokes) - C'Era Un Ragazzo Che Come Me Amava I Beatles E I Rolling Stones (Gianni Morandi) - Che Colpa Abbiamo Noi (Rokes) - Ciao Amore, Ciao (Luigi Tenco) - Prendi La Chitarra E Vai (Motowns) - Un Mondo D'Amore (Gianni Morandi) - E' La Pioggia Che Va (Rokes)

CAPA DA PARLOPHONE PARA EPs


Thanks for this - this was from the 50s and housed EPs before they had picture sleeves. I did not feature it as I was putting in sleeves for 7" singles. But maybe I should put this picture in a future edition just to show everyone.

Cortesia de Ian Shirley, da Record Collector

1ª "COMPANY SLEEVE" DA PARLOPHONE


Segundo a insuspeita Record Collector, esta foi a primeira company sleeve da Parlophone, tendo sido utilizada pela etiqueta britânica de 1955 a 1957 para guardar os emergentes singles em substituição dos 78 rotações.

BAOBÁS


GROOVIE.CR 0018LP - 2009

Side A

Bye Bye My Darling (Ricardo Contins) - Pintada de Preto (Paint In Black) (Jagger/Richard) - Happy Together (Gary Booner/Alan Gordon) - Down Down (Ricardo Contins) - Light My Fire (Doors) - Don't Bring Me Down (Goffin/King) - When Loves Come Knocking (At Your Door) (Neil Sedaka/Carole Bayer) - Spooky (Sharpe/Mide/Brooke/Bule/Cobb)

Side B

Baby Come Back (Garota, Volte) (E. Grant) - Night In White Satin (Noite Em Cetim Branco) (Hayward) - Well Respect Man (Bem Respeitado) (Davies) - Undecided Man (Indeciso) (Lindsay) - Sunny Afternoon (Tarde Ensolarada) (Davies) - Orange Skies (Céus Alaranjados) (MacLean) - The Dock Of The Bay (As Docas da Baía) (Otis Redding/Steve Cropper) - Hey Joe (Jimi Hendrix)

Os Baobás foram uma banda brasileira de garagem nos anos 60 (São Paulo) agora reeditada com uma Antologia da sua obra por um selo português, Groovie Records, com sede no Chiado, em Lisboa.

A iniciativa portuguesa teve honras de crítica de 3 estrelas na insuspeita Record Collector (pág. 101).

Segundo a revista britânica, os Baobás (árvore de Madagáscar) foram sobretudo conhecidos pela sua versão de "Happy Together", dos Turtles, e pelo original proto-punk "Down Down".

Dos Baobás fez parte o produtor Liminha, que também esteve nos Mutantes.

Including eight singles and their original LP, this release should be sought by any garage fan.

À venda na Groovie Records

terça-feira, 30 de março de 2010

ARTE & OFÍCIO


GIRA - GIS-03 - 1981

Marijuana - That Guitar

Colaboração de Aristides Duarte

C'EST SI BON


KENWEST MUSIC - KNEWCD 705 - 1992

CD 1

C'Est Si Bon (Yves Montand) - Tarentelle (Yves Duteil) - L'Arbre D'Amour (Frida Boccara) - Wight Is Wight (Michel Delpech) - En Chantant (Michel Sardou) - Un Peu D'Amour Et D'Amitié (Gilbert Becaud) - J'Attendrai (Dalida) - This Melody (Julien Clerc) - Le Vin Me Saoule (Nicolas Peyrac) - Je Viens Pas Te Parler D'Amour (Daniel Guichard) - Pense À Lui (Nicoletta) - Le La Majeur (Mort Shuman) - Ce Lundi La (Michel Delpech) - Je Suis Malade (Serge Lama) - Aprè Toi (Vicky Leandros) - Adieu Monsieur Le Professeur (Hugues Aufray)

CD 2

L'Amour C'Est L'Affaire Des Gens (Gilbert Bécaud) - Je T'Aime Moi Non Plus (Jane Birkin & Serge Gainsbourg) - Je Pense À Toi (Michel Delpech) - L'Italien (Serge Reggiani) - Les P'tites Casquettes (Yves Duteil) - Il Venait D'Avoir Dix-Huit Ans (Dalida) - Musica (Michel Sardou) - Ne Me Quitte Pas (Jacques Brel) - Cent Mille Chansons (Frida Boccara) - Toute La Pluie Tombe Sur Moi (Sacha Distel) - So Far Away From LA (Nicolas Peyrac) - Si On Cnatait (Julien Clerc) - Juif Espagnol (Enrico Macias) - Je T'Aime À La Folie (Serge Lama) - Il Faut Qu'On M'Aime (Nicoletta) - La Maladie D'Amour (Michel Sardou)

DUBLIN


DOLPHIN - DOLCD 988 - 1988

Molly Malone (Dubliners) - Raglan Road (Fair Isle Folk) - The Ferryman (Dublin City Ramblers) - Easy And Slow (Ronnie Drew) - The Dublin Saunter (Sean Dunphy) - Farewell To Dublin (Paddy Reilly) - Rare Ould Times (Dublin City Ramblers) - Spanish Lady (Johnny McEvoy) - Tram Workers (Fair Isle Folk) - The Ould Triangle (Dubliners) - Paddy's Lamentation (Mary Black) - Colcannon (Black Family) - My Last Farewell (Barleycorn) - The Crack Was 90 In The Isle Of Man (Passy Reilly) - Inner City Song (Jolly Beggarmen) - Captains And The Kings (Ronnie Drew) - Mulligan And Me (Paddy Reilly) - Grace (Barleycorn) - Do You Remember Jem? (Ronnie Drew) - Nora (Johnny McEvoy) - Sailing Home (Dublin City Tamblers)

ROBERTO CARLOS


COLUMBIA - 464115

Canzone Per Te (Sergio Endrigo/Bardotti) - Eu Daria A Minha Vida (Martinha) - Maria, Carnaval E Cinzas (Luiz Carlos Paraná) - Você Me Pediu (Luiz Fabiano) - Com Muito Amor E Carinho (Eduardo Araújo/Chil Deberto) - Sonho Lindo (Maurício Duboc/Carlos Colla) - Un Gatto Nel Blu (Toto Savio) - O Show Já Terminou (Roberto Carlos/Erasmo Carlos) - Ai Que Saudades Da Amélia (Ataulpho Alves/Mário Lago) - Custe O Que Custar (Edson Ribeiro/Hélio Justo) - Eu Amo Demais (Renato Corrêa) - Eu Disse Adeus (Roberto Carlos/Erasmo Carlos)

WHITE APRESENTA-SE EM BOTAFOGO


A banda brasileira liderada pelo português Pedro de Freitas Branco, White, apresenta-se hoje no Cinematheque Música Contemporânea, Botafogo, Rio de Janeiro (nota do editor: pertíssimo de casa, na mesma rua) para mostrar ao vivo o álbum de estreia, "Rocking Land".

Não fosse a paixão e a sensibilidade pela música, além de uma pitada do acaso, Pedro de Freitas Branco e Alexandre Reis não teriam unido suas distintas influências e gostos musicais na criação da banda WHITE.

O encontro casual, num estúdio em Botafogo, no Rio, em 2007, que colocou os dois frente a frente, e às voltas com alguns demos que Pedro pretendia finalizar, também serviu de ponto de partida para uma crescente e mútua admiração. “Nossas afinidades musicais eram tantas que nos vimos formando uma dupla dividindo e aceitando as idéias mútuas”, lembra Alexandre.

Se num deles mereciam destaque as excelentes composições e um timbre vocal único, ao estilo dos grandes vocalistas, no outro, sobressaiam tanto a riqueza de tons e timbres extraídos da guitarra, quanto o apuradíssimo ouvido, em última análise, responsável pelos botões e teclas das mesas de gravação do estúdio.

Oriundo de Lisboa, Pedro herdou da família a paixão pela música. Seu bisavô, Luis de Freitas Branco, foi o mais importante compositor clássico português do século XX, e seu pai, guitarrista e cantor dos Claves, famosa banda portuguesa dos anos 60.

Escritor de ficção (tem dois livros publicados), apresentador de TV e roteirista, Pedro Branco só encontrou tempo para montar sua primeira banda, ainda em Lisboa, em 1992. O nome: Pedro e Os Apóstolos.

Com eles, o compositor, cantor e guitarrista da banda percorreu Portugal várias vezes, de ponta a ponta, chegando a lotar os coliseus de Porto e de Lisboa, e deixou quatro discos registrados, o último, “Formigas Em Férias” (2002), produzido por Rick Corcoran, da Orgone Box, entre Portugal e Inglaterra, e masterizado nos lendários estúdios de Abbey Road.

Pedro já estivera diversas vezes no Rio de Janeiro antes de mudar-se definitivamente para a cidade, em 2004. Uma delas, em 1996, para trabalhar com Renato Aragão no programa de TV “Os Trapalhões em Portugal”, quando curiosamente fez sua estréia em disco com os Apóstolos.

Para o WHITE, trouxe na bagagem suas maiores referências: Beatles, Rolling Stones, Bob Dylan, Elvis Presley, Kinks, Electric Prunes e Beach Boys além de nomes importantes de épocas mais recentes como Ramones, Clash, Tom Petty & The Heartbreakers, Oasis, White Stripes e Fleet Foxes, entre outros.

A outra metade do WHITE, Alexandre Reis, tinha 10 anos quando se descobriu impactado pelo som que brotava da guitarra de um amigo e pelo rock onipresente na casa de todos os seus colegas e vizinhos de prédio. Para Alexandre, o gosto pela guitarra se confunde com o gosto pelo rock.

Formado em engenharia eletrônica pela PUC do Rio, Alexandre chegou a trabalhar em projetos de Usinas Hidrelétricas e de Proteção Catódica de grandes tubulações da Petrobrás. E ainda, depois de aprovado em concurso de Furnas, na operação de Angra II. No entanto, foi incapaz de recusar os convites para tocar com o cantor André Rafael e para trabalhar com o então recente sistema Pro Tools do Estúdio ECOSOM, transformando-se num dos mais qualificados engenheiros de gravação da cidade.

A partir daí, Alexandre trabalhou com artistas diversos, entre os quais Zélia Duncan, Paulinho da Viola, Paulinho Moska e Moraes Moreira, com o qual vem dividindo a produção dos discos lançados pelo cantor e compositor baiano desde 2005.

No currículo do guitarrista também constam diversos projetos com Oswaldo Montenegro, com quem ainda toca, e participações como músico de apoio das bandas de Sidney Magal e das Frenéticas.

Seus ídolos são muitos: Rolling Stones, Beatles, Black Crowes, The Cult, New Order, The Cure, AC/DC, Deep Purple, Kiss, Gov´t Mule, Red Hot Chili Peppers, Buddy Guy, Eric Clapton, Joe Bonamassa, Los Lonely Boys e artistas do country Americano como Brad Paisley, Gretchen Wilson e Jake Owen, entre tantos outros.

Foi dessa união de forças que surgiu o WHITE, cujo primeiro disco, ROCKING LAND, acaba de ser lançado. “A dupla nasceu no preciso instante em que pisamos o mesmo palco, muito antes do White!”, confessa Pedro.

Pedro Branco assina suas dez faixas, duas delas com Alexandre Reis (“Rocking Land”, que dá título ao álbum, e “Here By My Side”). E também responde pelos vocais, violões e harmônica, enquanto Alexandre se desdobra entre guitarra, baixo, violão, dobro, percussão, teclados e vocais de apoio.

ROCKING LAND surpreende pelo apuro da gravação, pela qualidade das canções, pelos arranjos caprichados e pela corretíssima execução dos músicos. Vale também apontar o foco para as intervenções de Alexandre, que extrai de diferentes guitarras solos, ornamentos e timbres com invejável brilhantismo e bom gosto, e para a voz de Pedro, ao nível das melhores do rock internacional. Ambos coajduvados pela contundência e precisão do ritmo imposto pelo baterista Glaucio Ayala. Pedro Mamede assumiu as baquetas na faixa “Song of the Rolling Stone”, um escancarado tributo aos Rolling Stones, de quem Pedro e Alexandre são fãs. “Musicalmente falando, o disco expressa o som de raiz Rock’n’Roll, simples e direto, que nunca consegui alcançar nos trabalhos anteriores”, admite Pedro.

O WHITE garante um voo seguro até ROCKING LAND e brinda o viajante com uma coleção de ótimas canções. Da tenra e bonita balada “Just Mine” ao vigoroso e explosivo rock “There´s A Woman”, as surpresas são muitas. “Head With A Crown”, “Love (Is All I Have For You)”, “Stranger”, “Before I Get Old” e “You´re The One” completam o disco. (Colaborou: Elias Nogueira)

Texto de Nélio Rodrigues

CORREIOS PRIVADOS


Herdade da Agolada, Coruche.

LADY WIND


AQUI HOUVE LOJA DAS MEIAS


Rossio, Lisboa. A Loja das Meias era nos anos 60 uma espécie de ponto de encontro para quem ia passear à Baixa e ver as montras.

CINEMA ODEON


E o edifício que albergou também o cinema continua a degradar-se de dia para dia.

segunda-feira, 29 de março de 2010

UM VERDADEIRO AUTÓGRAFO PORTUGUÊS DE PAUL


Este é um verdadeiro e raro autógrafo de Paul McCartney dado a um português na altura própria, datado de 1968.

Não conheço mais ninguém que o tenha. Conheço sim quem o tenha também, mas já dos anos 80, o que não é a mesma pica.

Este pertence ao baterista dos Jotta Herre, José Carlos Flamínio.

O mais interessante é que José Carlos Flamínio confidenciou-me que tinha igualmente a bateria autografada, mas que com tanta pancada, o autógrafo foi-se.

Quanto aos autógrafos, o melhor foi desaparecendo com o tempo, tinha a minha bateria toda autografada por ele.

No timbalão, ele escreveu e assinou Paul McCartney slept here. Na altura, eu devia ter substituído tudo e guardado os assinados. Paciência...

DANIEL BACELAR E OS GENTLEMEN


Só falta a identificação das estrelas e a data aproximada, sabendo-se que Daniel Bacelar está à esquerda.

Muito antes do nú de José Cid..

CLIFF RICHARD


EMI/REGAL STAR*LINE - SRS 5011 - edição britânica (1962)

Side One

It'll Be Me - So I've Been Told - How Long Is Forever - I'm Walkin' The Blues - Turn Around - Blueberry Hill - Let's Make A Memory

Side Two

When My Dream Boat Comes Home - I'm On My Way - Spanish Harlem - You Don't Know - Falling In Love With Love - Who Are We To Say - I Wake Up Cryin'

4º EP DO CONJUNTO ACADÉMICO JOÃO PAULO (1965)


COLUMBIA - SLEM 2225 - 1965

Diz-lhe (Carlos Alberto/Sérgio Borges) - Non Son Degno Di Te (Zambrini/Migliacci) - Milena (A Da Praia) (Carlos Alberto/Sérgio Borges) - Capri C'Est Fini (Hervé Vilard)

"Milena" é uma das mais patuscas canções portuguesas dos anos 60.

Adquirido pelo irmão caçula no dia 25 de Janeiro de 1966, provavelmente com dinheiro de Natal.

Cortesia de João Pinheiro de Almeida

RUA DA BEMPOSTINHA


Em Lisboa.

ARCO DO BANDEIRA


Lisboa.

domingo, 28 de março de 2010

MEU PAÍS


LE CHANT DU MONDE - G.U. LDX 74308

Face 1

Meu País – A Bola – Basta – Resiste – Duas Melodias – Exilio – Canta – Aqui Ficas

Face 2

Canto do Desertor – Bairro de Lata – Sou Barco – O Que Menos Importa – Guitarras Como Tristeza – O Menino Negro Não Entrou na Roda – Regresso – Canção Final Canção de Sempre

Quando, em Outubro de 1965, Alain Oulman musicou poemas de Camões para a voz de Amália, “Amália Canta Camões”, os intelectuais tiveram reacções diversas.

José Gomes Ferreira não concordou e respondeu assim ao “Diário Popular”: “Não estou disposto a ouvir. Não quero ouvir. Mas acho mal. Existem obras-primas da música portuguesa, como por exemplo, “Os Madrigais”, de Luís de Freitas Branco, inspiradas em poesias de Camões. Claro que também existiu a “Engraxadoria Camões”. Para cada um - seu paladar”.

Se bem que tenha um número bem razoável de poemas musicados – foi por ele que chegou a José Almada – José Gomes Ferreira nunca simpatizou com a ideia. A excepção é o trabalho com Fernando Lopes Graça.

Nos seus diários dos “Dias Comuns”, publicados postumamente, a que nem a crítica, nem a comunidade de leitores, prestou alguma atenção, há episódios curiosíssimos dos dias antes de Abril.

3 de Agosto de 1967

A mulher do Luis Cilia apareceu-me de tarde com a prova do novo disco de poesias cantadas à viola pelo marido. Perguntou-me a opinião sobre o disco anterior e confesso que, durante alguns minutos, me afligiu não poder dizer-lhe a verdade.

Ainda me tentou esta audácia: “e se eu ousasse, com brutalidade sincera, declarar-lhe que aquelas melopeias revelam um analfabetismo musical de fazer as nuvens?”

Mas a luz que lhe saía dos olhos impediu-me a sinceridade. E limitei-me, com os circunlóquios da regra, a acusar-me de incapacidade e incompreensão por não aderir ao genro. A culpa era minha, exclusivamente minha. De mais ninguém.

- Pois espero que este disco o converta – respondeu-me com credulidade desconfiada.

José Gomes Ferreira, mais à frente, revela que “este segundo disco ainda se afigurou mais absurdo do que o primeiro".

Pior ficou quando reparou que Luis Cilia lhe suprimira versos ao poema “Balada de Uma Heroína Que Eu Inventei” e que consta do Vol. 1 de “La Poesie Portugaise de Nos Jours et de Toujours” editado em 1967 pela “Moshé-Naim”.

O primeiro disco do Luís Cilia que o José Gomes Ferreira refere, será “Meu País” onde está incluído o poema “Aqui Ficas”.

Esta antipatia de José Gomes Ferreira - e não só! - pelos cantores que se empenharam na luta contra a ditadura, merecerá, um dia uma abordagem.

Colaboração de Gin-Tonic

GIRL ON A MOTORCYCLE


GET BACK - 89397 00707

Side A

Girl On A Motorcycle - Dream - Holiday With Raymond - Daniel - Souvenirs Of Raymond - Surrender To A Stranger

Side B

Take Me To My Lover - Dawn Idyll - Journey Of Love - Bif Bare Beat - The Summer House - Don't Ask Me

A execução é da British Lion Orchestra, conduzida por Douglas Gamley.

FESTA IÊ IÊ IÊ


Primeira coletânea com as novas bandas de iê iê iê do Brasil, show com Canastra, Nervoso, Filhos da Judith, Fuzzcas, Doidivinas, Detrax, Mauk e jam com Rodrigo Santos, Fernando Magalhães, Billy Brandão e Sergio Serra.

Marcelo Fróes

ZÉ POVINHO


RESTAURANTE SÃO RAFAEL 02


RESTAURANTE SÃO RAFAEL 01


Rua Rafael Bordalo Pinheiro, 53, Caldas da Rainha.

Recomenda-se! Além da boa ementa e do ambiente bordalesco, fica mesmo ao pé da loja com a respectiva cerâmica, a preços de fábrica!

sábado, 27 de março de 2010

B. FACHADA


MBARI MÚSICA - 2009

Responso Para Maridos Transviados - Cantiga de Amigo - O Desamor - A Velha Europa - Tempo Para Cantar - Estar À Espera Ou Procurar - Setembro O Teu Azar - A Bela Helena - Só Te Falta Seres Mulher - Kit de Prestigitação

O nome de quem se fala na nova música portuguesa e com toda a justiça.

Cortesia de Mbari Música

LP DE JESS & JAMES


GROOVIE CLASSIC REISSUES - GROOCR023LP - 2010

Side A

Straight Man - Mrs. Davis - Lip Service - Skathing - She's A Woman (Lennon/McCartney) A Passing Car

Side B

Perdition Again - James Stuff - The Naked - High - A Man's Symphony Part 1

Terceiro e último LP dos irmãos Lameirinhas (António e Fernando), nascidos no Porto, filhos de mãe portuguesa e de pai centro-africano. Assinam Tony Lam e Wando Lam.

Para evitar o serviço militar obrigatório, saíram do País e sempre negaram a nacionalidade portuguesa.

Em 1969, data aliás deste LP, venceram o IV Festival da Canção do Atlântico, em Tenerife, com "Bleeding Roses", em representação da Inglaterra. Portugal esteve representado por Artur Garcia.

Desconhecidos em Portugal, Jess & James fizeram sobretudo carreira na Bélgica onde chegaram a ter uma imagem de culto na área do rock progressivo e hoje cantam fado.

PS - também não constam da Enciclopédia, mas a capa é bonita.

À venda na Groovie Records

RECORD COLLECTOR


Edição nº 374 da "Record Collector", Abril de 2010, com destaque para a carreira de Paul Weller.

Interessante saber, numa mini-entrevista de Tony Hicks, dos Hollies, pai de um dos "remasterizadores" dos Beatles, que a banda só gravou "If I Needed Someone" por julgar que era uma cacha para eles...

Não era, não foi!

RUA DA CARIDADE


Nazaré.

CASTELO DE ALMOUROL


Castelo de Almourol, Vila Nova da Barquinha.

ESTRADA DE A-DA-MAIA


Damaia, Lisboa.

FUNDADORA DAS COZINHAS ECONÓMICAS


CARVOEIRO DE PALMA


Nas entranhas das Laranjeiras (Lisboa), encontra-se este belíssimo restaurante de grelhados.

Não é fácil encontrar um local destes - Palma - na capital.

ISQUEIRO DO TÚNEL


Cortesia de Rato Records

sexta-feira, 26 de março de 2010

BLITZ ABRIL 2010


Edição no 46 da revista Blitz, de Abril de 2010, que dá destaque aos heróis da guitarra, como Jimi Hendrix, Jimmy Page, Slash e... o lusitano Paulo Furtado (Tédio Boys, Wraygunn, Legendary Tigerman)

NATAL DE ZÉZINHA PEREIRA


ALVORADA - AEP 60 608

Noite de Natal (Eduardo Loureiro/Silva Tavares) - Fado Zézinha (Jaime Santos/A. de Sousa Freitas) - Os Conselhos da Mamã (A. Melo/H. Correia) - A Minha Boneca (Ferrer Trindade/H Correia)

INTRÓITO


ZIP ZIP - ZIP 10021/E

Andorra (Ron Grainer) - Just The Other Day (Berry Green/Ron Grainer) - Barcos Velhos (Nuno Gomes dos Santos/Ron Grainer) - Flores Por Pedras (Nuno Gomes dos Santos/Ron Grainer)

Colaboração externa

3º EP DE DANIEL BACELAR (1963)


Chico (acompanhamento), Jorge Carp (baixo), Daniel Bacelar, João Silveira (bateria) e Claude Carp (solo)

ALVORADA - AEP 60 607 - 1963

O Tema Dos Gentlemen (Carp) - Sem Ti (Daniel Bacelar) - My Babe (Dixon) - Olhando Para O Céu (Daniel Bacelar)

Daniel Bacelar é acompanhado pelos Gentlemen, já identificados.

Renovo o desafio que já fiz a Daniel Bacelar para comentar cada um dos EPs, contar as suas histórias, revelar os segredos das suas composições, a formação dos grupos que o acompanhavam.

RUA DA VIOLINHA


Braga.

Cortesia de Aida Santos

quinta-feira, 25 de março de 2010

3º E ÚLTIMO EP DO GRUPO 5 (1970)


A VOZ DO DONO - 8 E 016-40056 M - 1970

Wight Is Wight (Delpech/Vincent - versão de Sousa Pinto) - Daydream (Vincent/Van Holmen - versão de Sousa Pinto) - Meninos Do Biafra (Sousa Pinto/David Fernandes) - Reflexão Sobre A Guerra (Sousa Pinto)

Colaboração de Sousa Pinto e Kevin Hoidale.

Este disco foi proibido antes do 25 de Abril.

A PROPÓSITO DE ROGER MOORE


FFRR - 850 829-2/FCD 296 - 1997

The Saint - The Sinner

TONICHA


ORLADOR - 2041 - edição especial para os sócios do Círculo de Leitores (1973)

Face 1

Glória, Glória, Aleluia (José Cid) - A Rapariga E O Poeta (José Calvário) - Mulher E Força (Ary dos Santos/Nuno Nazareth Fernandes) - Com Um Cravo Na Boca (Ary dos Santos/Jorge Palma) - Poema-Pena (Nuno Gomes dos Santos/Nuno Nazareth dos Santos) - Menina (Ary dos Santos/Nuno Nazareth Fernandes)

Face 2

Dança Dai - Os Bravos - Malhão de Águeda - Chula de Viana - Farrapeirinha - Vareira do Mar

Cortesia de Luís Futre

CREEDENCE CLEARWATER REVIVAL


LIBERTY - LP-S-56 - edição portuguesa (s/data)

Side One

Ramble Tamble - Before You Accuse Me - Travelin' Band - Ooby Dooby - Lookin' Out My Back Door - Run Through The Jungle

Side Two

Up Around The Bend - My baby Left Me - Wh'll Stop The Rain - I Heard It Through The Grapevine - Long As I Can See The Light

Cortesia de João Pinheiro de Almeida

NESTA CASA: EÇA DE QUEIROZ


Só falta saber a morada exacta.

Cortesia do blogue Duas Ou Três Coisas

PS - conjungando as informações do blogue citado e dos comentários de JR, a morada exacta deve ser 38, avenue du Roule, 92200 Neuilly sur Seine, Paris. Obrigado.

quarta-feira, 24 de março de 2010

PASSAGEM DE NÍVEL


ALVORADA - AEP 60 756

Poema De Nós Dois - Volta, Amor - Rua Triste - Espero Por Ti

Acompanhamento de Shegundo Galarza.

Colaboração externa

CANTA SESSANTA


DISCHI RICORDI - CDOR 8575

Acqua Azzurra, Acqua Chiara (Lucio Battisti, 1969) - Il Nostro Concerto (Umberto Bindi, 1960) - La Gatta (Gino Paoli, 1960) - Mi Sono Innamorato Di Te (Luigi Tenco, 1962) - Una Bambolina Che Fa No No No (La Poupée Quit Fait Non) (Quelli, 1966) - Little Man (Milva, 1967) - Una Lacrima Sul Viso (Bobby Solo, 1964) - Senza Fine (Ornella Vanoni, 1961) - Roma Nun Fa´La Stupida Stasera (Lando Fiorni, 1964) - Sognando La California (I Dik Dik, 1966) - Ip Ho In Mente Te (Equipe 84, 1966) - La Nostra Favola (Delilah) (I Ribelli, 1968) - Le Colline Sono In Fiore (Wilma Goich, 1964) - Non Arrossire (Giorgio Gaber e la sua Rolling Crew, 1960) - Tous Les Garçons Et Les Filles (Quelli Della Mia Età) (Catherine Spaak, 1963)

COLECTÂNEA ROCK RENDEZ-VOUS


ROCK RENDEZ VOUS/SONY MUSIC - COL 498292 2 - 2000

CD1

I Want You Want Me (live) (Cheap Trick) - London Calling (Clash) - Call Me (Blondie) - African Reggae (Nina Hagen) - Touch And Go (Cars) - Party Out Of Bounds (B'52) - Tainted Love (Soft Cell) - Making Plans For Nigel (XTC) - Milk And Alcohol (Dr. Feelgood) - Living By Numbers (New Musik) - Turning Japanese (Vapors) - Turn Me Loose (Loverboy) - Happy Birthday (Altered Images) - Piloto Automático (GNR)

CD2

Souvenir (Orchestral Manoeuvres In The Dark) - Missing You (John Waite) - Come On Eileen (Dexys Midnight Runners) - The Cutter (Echo & Bunnymen) - Riders On The Storm (Annabel Lamb) - Temptation (Heaven 17) - The Look Of Love (Part 1) (ABC) - I Ran (A Flock Of Seagulls) - Heaven (Psychedelic Furs) - Somewhere In My Heart (Aztec Camera) - She Drives Me Crazy (Fine Young Cannibals) - Sign Your Name (Terence Trent D'Arby) - You Spin Me Round (Like A Record) (Dead Or Alive) - Contentores (Xutos & Pontapés)